Sinagoga Hurva

Você sabe como uma sinagoga é por dentro? A Sinagoga Hurva de Jerusalém lhe permitirá explorar o templo judaico para contemplar seus costumes e tradições.

Um pouco de história

Em 1700, um grupo de judeus sefarditas da Espanha e de outras partes da Europa construiu uma sinagoga no bairro judeu de Jerusalém. No entanto, os judeus não conseguiram pagar as dívidas contraídas para sua construção e apenas vinte anos depois os árabes incendiaram a sinagoga.

Ao longo de um milênio, uma nova sinagoga foi reconstruida no mesmo lugar que a anterior. Este majestoso templo foi a principal sinagoga de Jerusalém por mais de oitenta anos, até que foi novamente reduzido a escombros na guerra árabe-israelense de 1948.

Finalmente, em 2010 foi construída a Sinagoga Hurva em Jerusalém, que conseguiu recuperar o esplendor e a beleza das suas duas antecessoras.

Posso visitar a sinagoga?

Sim. Os turistas não-judeus estão autorizados a entrar na parte superior da sinagoga Hurva, que compreende o espaço reservado para o culto de mulheres. Além disso, você também pode visitar o terraço da sinagoga, que oferece vistas únicas do bairro judeu de Jerusalém.

O ingresso inclui ainda uma visita aos vestígios arqueológicos do subsolo da sinagoga.

Imprescindível

Cidades como Praga, Cracóvia ou Córdoba abrigam antigas sinagogas abertas ao público, embora seu uso diário tenha se perdido há centenas de anos.

Visitar a Sinagoga Hurva de Jerusalém é uma oportunidade única de ver como funcionam as sinagogas modernas, ver os rituais que acontecem nesse local de culto, observar como os judeus estudam a Torá, debatem com o rabino e muito mais. Tudo isso com silêncio e respeito.

Horário

De domingo a quinta-feira: das 9:00 às 18:00 horas.
Sexta-feira: das 9:00 às 13:00 horas.

Preço

Adultos: séquel20 (US$6)
Crianças e estudantes: séquel10 (US$3)

Transporte

Caminhando a partir da Porta de Sião.